Aparelhos auditivos baratos custam caro!


É muito comum as pessoas que sofre com a dificuldade auditiva acessem a Internet em busca de soluções e respostas para o seu problema. E a internet é sem dúvida uma excelente opção para começar a navegar em busca de entender e perceber as possibilidades que o mercado oferece em termos de solução auditiva.

Alguns pessoas encontram em sites como Americanas, Mercado Livre, OLX e outro varejista on-line, usados e novos e imaginam que estão olhando e até comprando um aparelho auditivo, quando na realidade estão comprando amplificadores de som que nada tem a ver com aparelho auditivo, pensando ser uma maneira rápida e barata de resolver seu problema. Uma empresa que oferece aparelhos auditivos online obedecendo rigorosamente os padrões legais é a MyDO, além de produtos de altíssima tecnologia a empresa oferece ainda suporte permanente através de APP próprio e equipe multidisciplinar em tem tempo real.

Embora um amplificador sonoro possa oferecer uma solução imediata, na maioria dos casos é como comprar um produto sem as garantias reais de que será útil e mais do que isso, se são realmente os eficientes para a sua perda auditiva, muitos destes aparelhos não são regulamentados pelos órgãos governamentais, já que todo aparelho auditivo deve ter registro na ANATEL, IMETRO e ANVISA, se não tiverem, com certeza não são confiáveis.

Vamos falar aqui de três razões pelas quais você deve comprar seu aparelho auditivo em empresas seguras, mesmo pela internet:

1. O suporte ao cliente

No que diz respeito à saúde auditiva, é crucial trabalhar com uma empresa que te oferece um fonoaudiólogo no processo de atendimento, mas mais do que isso um profissional que tem o devido conhecimento sobre perda auditiva, para que ele possa entender suas necessidades, fazer a seleção adaptação e ajustar seu aparelho auditivo o personalizando para suas necessidades auditivas, usando a tecnologia e até o acesso remoto, teleaudiologia para atender plenamente todas às suas necessidades pessoais. Isso é algo que não tem compra um amplificador sonoro.

2. O barato que sai caro

É muito arriscado comprar um “Amplificador sonoro” que parece mais não é um aparelho auditivo, eles não tem critério para receber este nome. A compra de um aparelho auditivo necessita obrigatoriamente do suporte total de um fonoaudiólogo, um dispositivo sem qualidade garantida e sem o auxílio deste profissional, além de não trazer a solução que você imagina, pode prejudicar a sua audição mais ainda. Um profissional capacitado vai entender o grau, o tipo e as características da perda auditiva e somente depois desta consulta será capaz de desenvolver e oferecer soluções personalizadas. Por outro lado, se algo estiver errado com estes amplificador sonoros genérico, você estará certamente sozinho e colocando sua saúde auditiva em risco.

Todo aparelho auditivo obrigatoriamente necessita de certificação e homologação junto ao IMETRO, ANATEL e principalmente ANVISA, a homologação do aparelho auditivo nestes órgãos do governo, garantem ao consumidor a aquisição e o uso de Produtos que respeitam padrões de qualidade e de segurança e funcionalidades técnicas regulamentadas. Por ser um processo burocrático e exigir que tenha eficiência, muitas empresas não fazem a homologação.

No entanto a homologação é obrigatório para fins de comercialização e utilização, no Brasil, se você adquirir um produto fora das normas, vai acabar gastando mais dinheiro, pois não terá a solução e nem o dinheiro. A economia que a princípio parece um excelente negócio na realidade a longo prazo, fará você gastar duas vezes, pois no final irá perceber que ele não oferece a segurança e ajuda necessária para uma melhora da audição saudável.

Na prática você tem aquilo que comprou. Não importando o quanto de dinheiro você investiu no produto barato, nunca estará seguro que fez a coisa "certa".

Enquanto isso, há empresas no mercado de aparelhos auditivos com tradição de mais de 20 anos que hoje oferecem inclusive a venda de aparelhos auditivos online e que podem te atender a distância te oferecendo com segurança aparelhos auditivos avançados, com tecnologia auditiva, recursos e design quase invisível, sempre atualizadas com o que há de mais moderno e tem sido utilizado para solucionar de fato o problema que você pode estar enfrentando, é o caso da empresa MyDO aparelhos auditivos, que vem tornando o som mais claro e não apenas mais alto com suporte no conforto da sua casa. Os aparelhos auditivos de hoje são projetados para pessoas com estilos de vida diferentes, inclusive esta é uma das políticas da empresa, oferecer produtos altamente personalizados. O atendimento é rápido e você tem algo que realmente fará uma grande diferença em sua vida, além de tudo é confiável e você economiza tempo e dinheiro.

3. Podem fazer mais mal do que bem

Os Amplificadores sonoros não homologados nunca atenderão realmente as suas expectativas, e na verdade podem prejudicar e até  dificultar a sua audição e compreensão porque amplificam todos os sons sem nenhum critério técnico. Se o equipamento estiver num volume muito alto, sua audição será prejudicada, o que era para ajudar vai na realidade trazer prejuízos para a sua audição e saúde auditiva.

Nesse cenário, você pode acabar sem ouvir, e frustrado com a solução que encontrou, e a perda auditiva não tratada hoje pode estar associada a depressão, alzheimer e gerando até o declínio cognitivo.

Economizar dinheiro nos aparelhos auditivos mais adequados e modernos não é algo inteligente, por isso o barato sai caro, lembre-se que um bom aparelho auditivo é um investimento para você e a longo prazo e traz benefícios para a audição e a saúde como um todo.

Quem já foi em busca de um aparelho auditivo, descobriu que a maioria dos planos de saúde no Brasil não cobre aparelhos auditivos, sair correndo atrás de preço não vai trazer soluções eficientes e baratas. Foi pensando nisso que a MyDO criou opções de aparelhos auditivos acessíveis, mas não "baratos", permitindo que qualquer pessoa possa ter acesso a um aparelho auditivo de alta qualidade.

Marcadores


Por Dora

07 de julho de 2020
Voltar